O céu do MASP

A visão do céu espelhado em edifícios é uma cena corriqueira nas grandes cidades. O que ninguém podia imaginar é que em São Paulo poderíamos ver um céu com nuvens bordadas em ponto cruz e uma imagem de uma agulha gigante nos vidros de um dos mais emblemáticos pontos turísticos da cidade: o Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (Masp).

A partir desta segunda, 15 de novembro, a obra “Tramazul” de Regina Silveira ocupa as quatro fachadas envidraçadas do Masp. Trata-se de um adesivo de vinil translúcido com impressões digitais, que faz alusão a uma costura real. Regina revestiu todas as janelas do edifício desenhado pela arquiteta Lina Bo Bardi com imagens de um céu fixo num firmamento costurado sobre a trama de um bordado em tamanho gigantesco.

O Masp azul celeste fica assim até janeiro – boa notícia para quem (como eu) quer ver de perto!

Fotos: Reprodução

This entry was posted in Imprimindo por aí and tagged , . Bookmark the permalink.

2 Responses to O céu do MASP

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *