Cobogós

Cobogó: elemento vazado, originalmente feito em cimento, usado em construções para permitir a iluminação e ventilação natural dos ambientes. Seu nome deriva das iniciais dos sobrenomes dos três engenheiros pernambucanos que o inventaram.

Adoro a sonoridade desta palavra e o efeito visual dos seus vazados na arquitetura. E portanto adoro a sua “volta” com força total em releituras supercontemporâneas. O cobogó ressurge atualizado em novos formatos, materiais e cores.

Fachada da Lanchonete da Cidade, em SP, que tem arquitetura inspirada nos anos 50…

 Amei este cobogó com a trama da palhinha!

Um charme esta divisória interna em cobogós esmaltados bem coloridos!

 

 Neste projeto de um restaurante italiano na Cidade do México (La Nonna), criado pelos arquitetos Cherem Serrano, o cobogó, tradicional em cerâmica vermelha,  é o elemento principal e aparece nas paredes e até no teto! O efeito visual é obtido pelo uso dos elementos vazados na frente de superfícies espelhadas, criando um jogo de luz e sombras! Genial!

Li na Arquitetura e Construção Jan.2011 e no Contemporist.

This entry was posted in Tendências and tagged , , , , , , , . Bookmark the permalink.

3 Responses to Cobogós

  1. Artur Miglio says:

    Essa casa do MK27 devia entrar pro post!

    Cobogo House

    Abraço.

  2. Pingback: COBOGÓ « Chandelier

  3. Flávia says:

    Valeu pela dica Artur! Esse projeto é tão bacana que vale um post só pra ele (vou tentar providenciar)!
    Bjo